10 erros que as mulheres costumam cometer na hora de escolher lingerie - Ah ti peguei !!!

10 erros que as mulheres costumam cometer na hora de escolher lingerie

É muito comum as mulheres escolher uma roupa íntima pensando "Ah, que linda! Vou comprar!!!" Se você é uma delas, esta postagem é para você!

Erros que as mulheres cometem ao escolher lingeries (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)


Conheça os 10 erros mais comuns cometidos pelas mulheres na hora de escolher a lingerie ideal. Se você se enquadrar em pelo menos um desses 10 erros, é hora de mudar seus hábitos com relação às suas peças íntimas.

10. Textura da roupa íntima

Textura da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Textura da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Não use roupa íntima escura de renda por baixo de calças ou de suéteres apertados com gola alta e em tons claros. Do contrário, ganhará volumes indesejados na silhueta. Tais ondas atrapalham a estética e o resultado do seu look.

Escolha uma roupa íntima macia e sem costuras. Um corpete com contornos será uma ótima solução.
9. Roupa íntima modeladora

Roupa íntima modeladora (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Roupa íntima modeladora (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Para parecer com as modelos de revistas, algumas mulheres costumam escolher roupas íntimas modeladoras em um ou dois tamanhos menor. Além de isso ser errado, é também perigoso. Afinal, a roupa pode ser usada durante mais de 6 horas sem interrupção, afetando a circulação sanguínea.

É fundamental escolher roupa íntima modeladora em tecido macio e do tamanho adequado.


8. Tamanho do sutiã

Tamanho do sutiã (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Tamanho do sutiã (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Algumas mulheres acham que o sutiã num tamanho menor ou maior vai criar um efeito mais positivo. Só que um sutiã grande demais não segura os seios, podendo provocar dor nas costas. Já uma peça pequena demais afeta a circulação sanguínea. Assim, os médicos não aconselham usar roupa íntima que não seja do tamanho correto.

Num sutiã adequado, as alças não ficam caindo e as taças e não provocam incômodos. Para criar um efeito que aumente o busto, os sutiãs com efeito push-up ou com enchimentos de espuma são ideais.

7. Cor da roupa íntima

Cor da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Cor da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Antes, usar roupa íntima preta por baixo de uma blusa transparente em cores claras estava na moda. Mas essa tendência vem caindo em desuso, e hoje é uma escolha considerada de gosto duvidoso.

Portanto, para calças, blusas ou qualquer outra roupa de tons claros, o recomendado é apostar em lingeries da cor da pele.

6. Roupa íntima para usar em casa

Roupa íntima para usar em casa (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Roupa íntima para usar em casa (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Por algum motivo, acredita-se que, em casa, os seios devem ganhar uma folga dos sutiãs. No entanto, tal regra só vale para quem tem seios pequenos. Nos demais casos, o hábito de ficar em casa sem sutiã pode fazer com que os ligamentos do peito sofram um estiramento.

A opção ideal para ficar em casa é um top esportivo do tamanho correto. Ele permite que a pele respire, segura o busto e não causa incômodos.

5. Composição da roupa íntima

Composição da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Composição da roupa íntima (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Roupa íntima feita em 100% algodão é confortável e segura para a saúde. Contudo, estica rapidamente e acaba perdendo a forma original.

A melhor opção é que a lingerie seja num tecido que contenha 20% de lycra ou elastano, além do algodão.


4. Modelo predileto das calcinhas

Modelo predileto das calcinhas (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Modelo predileto das calcinhas (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Muitas mulheres gostam de usar calcinhas pequenas, já que elas não ficam visíveis sob a roupa. As peças "fio-dental" são geralmente produzidas em tecidos sintéticos. O material artificial não permite que a pele respire, pode causar irritações e a proliferação de bactérias na região.

As calcinhas muito pequenas não são recomendadas para o uso diário. Caso não possa evitá-las totalmente, alterne com o uso de modelos maiores e confortáveis.

3. Combinação da parte de cima com a de baixo

Combinação da parte de cima com a de baixo (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Combinação da parte de cima com a de baixo (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
O conjunto de roupa íntima tem várias vantagens. Em primeiro lugar, as partes da combinação são produzidas no mesmo tecido, harmonizando perfeitamente. Em segundo lugar, a lingerie ganha um estilo muito mais sofisticado.

2. Roupa íntima de uso diário

Roupa íntima de uso diário (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Roupa íntima de uso diário (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Outro erro cometido por muitas mulheres é usar peças íntimas modeladoras ou mesmo de seda todos os dias. Esta decisão traz muitos inconvenientes: desde problemas de saúde até o comprometimento da silhueta.

A lingerie ideal para o uso diário são do modelo "slip". Elas são confortáveis, produzidas em materiais de qualidade e indicadas para todo tipo de silhueta.

1. Roupa íntima para seu tipo de corpo

Roupa íntima para seu tipo de corpo (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Roupa íntima para seu tipo de corpo (Imagem: Reprodução/Manual do Homem Moderno)
Para uma silhueta em forma de pera, quando a maior parte do peso está na parte inferior do corpo, é indicado usar calcinhas tipo short ou de renda. Elas cobram os quadris e valorizam as nádegas.

Se seu corpo é do tipo "ampulheta" ou tem curvas, o melhor é investir em calcinhas de cintura alta. Peças de cintura baixa não ficam bem em todas as mulheres e podem ser incômodas, pois frequentemente ficam torcidas.

Modelos como "boxers" e roupas íntimas com aplicações leves ajudam a alongar visualmente as penas. Mulheres com pernas curtas não devem escolher calcinhas do tipo short: o mais indicado é escolher modelos mais estreitos.